Saúde financeira x Saúde mental: como equilibrar essa balança?

Educação Financeira na Terceira Idade
14 de setembro de 2021
Redes Sociais na Terceira Idade: como a inclusão digital beneficia esse perfil de consumidor
7 de outubro de 2021
Exibir tudo

Saúde financeira x Saúde mental: como equilibrar essa balança?

Saúde financeira x Saúde mental: como equilibrar essa balança?

Lidar com boletos e contas atrasadas é uma realidade constante para muitos brasileiros, sobretudo quando vai chegando o final do mês e o desespero toma conta. E em tempos de pandemia, aumento do desemprego e ausência de expectativa no futuro, é mais difícil ter um controle financeiro. E isso pode prejudicar a saúde mental de muitas pessoas.

O aumento das dívidas e redução do poder de compra vem sendo bastante discutido ultimamente, pois impacta na economia do país. Mas sem dúvidas, sempre há uma saída para resolução desse problema que atinge tantas pessoas.

Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), 70,7% das famílias brasileiras estavam endividadas até o segundo semestre de 2021. O relatório leva em consideração as contas no cartão de crédito, carnê de loja, cheque especial, prestação de casa e carro, entre outros tipos de dívidas.

Essa situação traz muita insegurança e pode acarretar no aparecimento de distúrbios mentais difíceis de serem tratados. As dívidas ou ausência delas influenciam diretamente na saúde mental de muitos indivíduos. Ou seja, quanto mais organizada forem as finanças de uma pessoa, mais qualidade de vida ela terá.

E então, você tem se preocupado com sua vida financeira? Saiba nesse artigo como cuidar do seu dinheiro e identificar os sintomas de desequilíbrio e estresse. Saiba também como atitudes simples podem reduzir o nível de inadimplência e modificar a forma como você lida com sua renda.

O que é saúde financeira?

A saúde financeira se caracteriza como um estado de organização mantido por uma pessoa. Podemos dizer também que esse alguém não possui hábitos negativos ligados ao dinheiro e tem uma relação tranquila com suas dívidas e receita mensal.

Essa situação vai muito além de adquirir bens. Ela está ligada à educação financeira na esfera comportamental. Sendo assim, quem possui práticas saudáveis em relação ao dinheiro tem mais chances de alcançar os seus objetivos.

Porém, a preocupação com as finanças pode causar uma série de problemas a nível mental. Confira a seguir quais são as principais dificuldades de quem não está com as contas em dia.

 

Como as dificuldades financeiras podem prejudicar a saúde mental?

De acordo com levantamento feito pelo The American institute of Stress, a constante preocupação com as finanças podem causar:

  • Temperamento explosivo ou agressividade;
  • Alterações de apetite;
  • Mudanças de humor;
  • Choro;
  • Tensão muscular;
  • Insônia;
  • Fadiga;
  • Raiva e tristeza.

A pandemia do Coronavírus afetou a renda dos brasileiros e trouxe outro agravante que devemos levar em consideração: o aumento da ansiedade e depressão ocasionados por estresse e preocupação excessiva.

Muita gente perdeu o emprego e contraiu novas dívidas, entrando na lista dos novos endividados do SPC/ Serasa. E quando estamos preocupados e ansiosos, não tomamos as melhores decisões em relação ao dinheiro.

Se você está passando por isso, veja no próximo tópico como reduzir as dívidas e melhorar a sua saúde financeira.

 

5 dicas para melhorar a sua saúde financeira e ter mais tranquilidade

Se você chegou até aqui é porque provavelmente está tendo problemas financeiros. Por isso, siga esse passo a passo para equilibrar as suas contas e ter mais tranquilidade.

Faça o controle das receitas e despesas

Primeiramente, faça um levantamento dos seus ganhos e compare com os seus gastos. Nessa fase inicial é possível entender se a sua balança de entradas e saídas está desequilibrada e se você está gastando mais do que deveria.

Considere utilizar uma planilha de gastos ou até mesmo baixar um aplicativo no seu celular para realizar este controle. Existem muitas ferramentas digitais disponíveis e que podem facilitar essa análise.

Essa fase é importante, pois você terá acesso à sua realidade. Isso te dará uma noção dos seus limites em relação ao dinheiro, rumo a uma organização financeira. O próximo passo é verificar os seus gastos.

Atente-se às suas dívidas

Agora que você já tem tudo na ponta do lápis, analise as suas dívidas. Veja quais são os gastos supérfluos e compras por impulso para que isso não se repita. É muito importante também ter um autocontrole em relação ao cartão de crédito, pois ele é um dos maiores vilões dos brasileiros quando o assunto é endividamento.

Depois, faça o máximo de esforço para quitar essas dívidas. Tente negociar com o banco ou quem sabe trocar uma dívida maior por uma menor. Uma boa opção é fazer um empréstimo consignado com a CredExpress para quitar as contas com valores maiores e que estão tirando o seu sossego.

Procure outras fontes de renda

Se você acredita que o salário que ganha não é o suficiente para pagar todas as suas dívidas, que tal buscar uma segunda fonte de renda? Essa alternativa pode te ajudar a melhorar sua situação financeira e aumentar a sua receita.

Hoje a internet nos oferece uma infinidade de opções para quem deseja uma renda extra. É possível atuar com marketing de afiliados, fazer trabalhos freelancer, oferecer cursos e aulas online. Além disso, se você tem talento com trabalhos manuais, poderá vender seus produtos em algum marketplace, como o Mercado Livre.

Crie uma reserva financeira

Assim que quitar todas as suas dívidas, comece uma mudança de comportamento em relação ao dinheiro. Estude sobre finanças, investimentos e comece a pensar a longo prazo, como na sua aposentadoria.

Além disso, a sua reserva financeira poderá ser utilizada em momentos de dificuldade financeira e te deixar mais despreocupado.

Considere fazer um empréstimo consignado

Essa opção é perfeita para quem está endividado e precisa trocar dívidas com juros altos, como cheque especial ou rotativo do cartão de crédito, por um empréstimo consignado ou empréstimo com garantia em imóvel. Essa opção possui as menores taxas de juros do mercado e é muito fácil de ser contratada.

Se interessou? Entre em contato com a CredExpress para sanar todas as suas dúvidas sobre esse assunto. Solicite seu empréstimo consignado digital, sem sair de casa e tenha dinheiro rápido na conta. Mude agora mesmo sua saúde financeira e tenha uma melhor saúde mental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *